Dois macacos estão conversando. Um macaco diz: “Bem, fui chamado e tive a chance de evoluir para o homem; mas já vi o suficiente, então recusei a oferta.” Porque viu o que o homem fez com o status humano, sua capacidade superior de fazer as coisas, e disse: “Portanto, estou contente em permanecer o que sou e não quero ser rebaixado.” Veja, existe uma coisa chamada promoção e também rebaixamento.

Então o macaco disse: “O comportamento humano não é algo que vai ser uma promoção, vai ser um rebaixamento.” Por quê? O homem tem a mente e, se você observar certos aspectos da vida humana, verá que nem sempre ele pode se orgulhar de sua condição humana. Às vezes, temos que ter vergonha. Em uma única frase, Gurudev disse: “O homem é o único ser nesta criação que deliberadamente quebra as leis da natureza. Todos os outros animais obedecem a certas leis e, portanto, têm uma boa quantidade de uniformidade em sua vida. O homem quebra as leis, e ele sofre em consequência.”

Mesmo assim, ele não quer aprender a lição. Ele se recusa a fazer isso e infringe as leis, sofre as consequências e depois tenta escapar dessas consequências e ainda segue os mesmos caminhos errados. Pervertendo sua inteligência dada por Deus, ele concebe maneiras e meios de seguir caminhos errados sem sofrer as consequências. Este é o cúmulo da perversão e também o cúmulo da loucura. Não pode continuar indefinidamente – em última análise, ele se arruína física, mental e moralmente e traz sobre si grande dor. E se você pensar de maneira errada, você pode fazer coisas tolas que os animais não fazem. Eles mantêm uma sabedoria instintiva. Se um animal adoece, ele dá descanso ao organismo e se recusa a comer. Ele tenta se proteger e, portanto, é gentil consigo mesmo. Ele faz instintivamente o que é bom para ele. Mas o homem coloca deliberadamente em risco seu próprio bem-estar e sua saúde. Por quê? Porque ele deseja se entregar aos aspectos físicos grosseiros de seu ser, sabendo muito bem que isso é prejudicial. Sabendo muito bem que sim, além de um certo limite é perigoso e pode trazer muitos danos. Como você chama isso? É o cúmulo da insensatez.

A lei da selva é que uma espécie ataca outra espécie. Ele caça. Mas essas criaturas na selva que não têm qualificações universitárias, nenhuma civilização ou educação, eles caçam apenas para comer. Eles matam apenas para aplacar a fome. Eles não matam por prazer e, quando estão totalmente satisfeitos, não vão caçar. Eles vão dormir. Só o homem mata por prazer. Ele vai caçar raposas, vai fazer safáris, abater animais que nunca lhe fizeram mal, o que ele não quer para o estômago, mas por causa da pele ou das presas. Portanto, isso é algo que nos faz questionar se esta parte dotada da mente humana é uma “bênção ou uma maldição”. É uma investidura ou um fardo?

Parece ser ambos – uma grande bênção e uma grande maldição.

Agradecemos ao Senhor que nos deu esta vida. Agradecemos a Ele por nos ter dado a mente, e oramos a Ele para que nos dê a maior compreensão para conhecer os caminhos e meios de transformar a mente de sua natureza dual em um fator puramente positivo, que Ele nos ajude a cumprir a missão para a qual estamos aqui na terra e um ser à imagem de Deus.

SWAMI CHIDANANDA.

 

Se aprofunde nesse universo, envie um e-mail para mkt@cafeyoga.com.br