Sabe aquele momento que você quer dizer não, mas acaba dizendo sim só para não magoar o outro? Ou aquele em que você queria estar sozinho, mas se disser isso vai ofender alguém?

Estes e mais tantos outros momentos em que fazemos ao contrário daquilo que verdadeiramente queremos só porque “o outro” pode não gostar, não aceitar e não entender. Todas estas contrariedades se manifestam em infelicidades e desequilíbrios que só fazem sofrer toda uma população.

Fomos “educados” a atender o outro e passar por cima de nós mesmos, acreditando que seria egoísmo respeitar a vontade própria. Cabe aqui distinguir o que é egoísmo e autoamor:

Egoísmo é toda e qualquer ação que se faz para alimentar uma falsa identidade de superioridade, querendo passar por cima de qualquer pessoa ou situação apenas para satisfazer a necessidade de ser melhor.

Autoamor é respeitar o que se sente e seguir suas necessidades com verdade mútua e reciprocidade de respeito, sem prejudicar a ninguém em uma competição desnecessária.

Apesar de a definição parecer simples, vivemos envolvidos em “mentiras inocentes” que mascaram as nossas reais necessidades. Já não conseguimos sentir, distinguir, compreender o que se sente e o que se faz por estarmos ligados em um piloto automático competitivo.

É preciso explorar os circuitos da mente, as sensações reprimidas, as mentiras vividas e os medos para aprender onde estamos repetindo os mesmos condicionamentos e dar um novo significado a partir da Verdadeira Natureza.

Esta experiência traz compreensão de que o ser humano é composto por corpo físico, energia, pensamentos, emoções e espiritualidade e que podemos atuar em todas estas áreas para alterar o sistema habitual de crenças. Se faz necessário um ajuste global para que aconteça uma mudança real.

Fonte: https://www.eusemfronteiras.com.br/a-diferenca-entre-egoismo-e-autoamor/

 

Melhore sua vida com YOGA. Você merece esse bem estar interno que reflete totalmente no externo.

Entre em contato com a gente pelo e-mail: mkt@cafeyoga.com.br